domingo, 5 de fevereiro de 2017

Dois anos sem Luar...

Essa data, 5 de fevereiro, será sempre lembrada por mim...assim como é a data que ele nasceu: 10 de agosto. Essas datas viram senhas e me acompanham pela vida fazendo sua lembrança mais amena.

Luar, sua presença marcante e querida continua aqui entre as paredes da casa, no chão que pisamos e principalmente lá em cima na hortinha entre os tantos outros queridos animais que te antecederam na ida para a Ponte do Arco-iris.
Uma lembrança feliz pois, apesar da lástima por sua passagem para a outra vida dos bichos, aceitei que sua hora tinha chegado naquele dia 5 de fevereiro, ha dois exatos anos. Seu amor incondicional permanece aqui entre seus descendentes Estrela e Godo e na mestiça Bambina. Tenho certeza que você continuaria rosnando para o festivo rabo dela mas que a amaria e aceitaria como fez com todos os outros, meu amigo!
Sinceramente, apesar de aceitar, eu te queria aqui, com sua lambida amiga e seu jeitinho especial.
Consigo ainda sentir a maciez do seu pelo entre meus dedos e escutar seu latido forte e particular.




Estas são imagens suas quando já doentinho ainda estava aqui conosco....

Dedico à sua memória essas palavras e sentimentos especiais, meu grande amigo!

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Homenagem que fiz a Escritora Paula Pimenta na Assembléia Legislativa de Minas Gerais





Homenagear a escritora Paula Pimenta

Pode parecer fácil quando se é a mãe e principalmente a pessoa  que a acompanhou desde o nascimento, viveu  e conviveu a maior parte da sua vida….mas é difícil!!! Difícil porque a riqueza que é o seu dia a dia me desarma perante tudo que envolve você! Cada dia é uma surpresa diferente, uma novidade feliz!

Desde aquela madrugada do dia 2 de junho que você veio ao mundo, 15 dias antes da data prevista, minha vida não foi mais a mesma…


Depois das primeiras dificuldades que todo bebê  traz na vida  de uma mãe,  meus dias vestiram-se de um colorido diferente, orientando a vida da criança que desde cedo mostou o dom da escrita e leitura, o mesmo que você traz até hoje e que agora todos podem apreciar através dos seus romances, crônicas, poesias e músicas!


Mamãe, me conta uma historinha?!!

Essa era a frase que eu ouvia sempre quando a Paula tinha 2, 3 anos....Todas as noites, quando ia pra cama queria sua sessão de leitura das inúmeras revistinhas em quadrinhos que tinha.
E eu ía, pacientemente, ler para ela  as historinhas da Mônica, especialmente, e ela ouvia atentamente. Mas....a noite, os pais geralmente estão cansados e com sono e esperando que os filhos durmam para que possam ter o merecido descanso....e muitas vezes eu cochilava e pulava um ou outro quadrinho, ou mesmo fazia propositalmente para andar rápido e a historinha acabar depressa! Mas ela não deixava por menos e me avisava: mamãe, você pulou um pedaço, pois ela já sabia toda a história e parecia saber de cór. Aquelas revistinhas eram sua companhia constante e mesmo sem saber ler ainda, ela seguia encantada os quadrinhos e entendia perfeitamente o que eles queriam dizer.

Quando Bruno nasceu, apreensiva com medo de que ela fosse sentir o famoso “ciúme” do irmãozinho comprei vários livrinhos de história, embrulhei, e, sempre que chegava uma visita com um presente para o bebê, eu  pegava um dos embrulhos e falava: este é pra você! E ela ficava feliz e entretida com o livro.
E assim, foi iniciando sua coleção de livros de história, sendo que a grande maioria tem até hoje.

Gavetas de arquivos cheios de revistinhas da Mônica, Cebolinha, Luluzinha, Bolinha e tantos outros.

Para quem não sabe Paula é neta de Ruy Pimenta Filho que foi professor da Faculdade de Medicina da UFMG e que publicou muitos livros na sua vida professional e outros na sua vida pública. Era membro do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais. Seu irmão, tio da Paula, Aluisio Pimenta também com muitos livros publicados, foi reitor da UFMG nos idos anos 60!


E é para mim motivo de muita alegria ser não só mãe, mas a companheira, amiga de todas as horas, a cúmplice em muitas das suas aventuras felizes e nas tristes.

Como eu gostava de acompanhá-la juntamente com as amiguinhas nos shows dos cantores que você curtia! Xou da Xuxa (uma Aventura levá-las ao Rio para  participar ao vivo!), Trem da Alegria, Balão Mágico, Menudo, RPM, Léo Jayme, Blitz, Kid Abelha e tantos outros.  A movimentação que envolvia  toda a família em torno de cada evento, correr atrás dos ingressos, ir aos shows, e até mesmo tentar encontrar ao vivo esses artistas nos hotéis onde se hospedavam( não é papai?), trouxeram um colorido novo a nossas vidas também!

Aquela sua viagem para o intercâmbio nos Estados Unidos, naquela época quando não havia internet e as distâncias eram reais, que a tristeza de estar longe da família e morar em um país de cultura diferente faziam voltar mais cedo pra casa, te fizeram amadurecer e enriqueceram sua bagagem e seria um verdadeiro pó de pirlimpimpim para essa mente criadora!

Quando, em pleno curso de jornalismo você me disse chorando que não era o que você queria, que iria interromper o curso, confesso que fiquei assustada pois aquela profissão era a sua grande expectativa para poder escrever, colocar no papel suas idéias, tornar realidade suas brincadeiras de repórter e entrevistadora!

No entanto a música e o teatro que você fazia paralelamente aos estudos, participações nos teatrinhos e coral do Colégio Isabela Hendrix, os cursos de teatro do NET e com Luiz Paixão, o canto com a Babaya e Técnica vocal com Mary Armendami, me deixaram tranquila pois, eram profissões promissoras que você gostava! E eu tinha certeza que algo de maior estava por vir…

É gratificante pensar que fui a primeira a te incentivar no gosto pelos livros de histórias infantís, Gata Borralheira, Branca de Neve, Alice, Peter Pan e tantos outros, pois isto foi uma sementinha que brotou e cresceu fazendo florescer todos seus personagens e livros que são seres que criaram vida própria e participam da vida de tantos leitores!

Mas essa sementinha não teria germinado se não tivesse caído nesse terreno fertil!  Você é uma fada que com sua varinha de condão transforma cada situação em um tema para um novo livro, um novo personagem! A Bruxinha que faz de cada acontecimento uma poção mágica para seu caldeirão de sonhos transformados em textos! Herdou o dom da escrita de seu avô!

Cada um de seus personagens tem um pouco de você: a tímida e sonhadora Fani, a determinada e alegre Priscila, a mística Samantha, a ajuizada Gabi e suas modernas princesas dos dias atuais….
Se Galak, Dolly, Menina e todos nossos bichos que já estão brincando debaixo da Ponte do Arco Iris, fossem vivos ainda, eles te agradeceriam juntamente com nossos bichos atuais Godofredo, Estrela, Winnie, Tuta, Miumiu, Snow, Bambina, Estopa e Hermione pela perpetuação de suas histórias através de seus personagens animais de estimação do elenco de seus livros….

Seu casamento de sonho na Disney ao lado do seu príncipe encantado Kiko foi a maior aventura que você proporcionou a sua família, colorindo nossas vidas com essa experiência ímpar! tenha certeza!



Vejo em cada mãe que te agradece por ter feito de sua filha uma nova leitora, que sua mão de escritora transformou a vida de tantos adolescentes e porque não dizer que influenciou tantas famílias com suas histórias envolvendo mães, pais, irmãos e parentes!...

Paula, esta é uma pequena homenagem ao muito que sua convivência traz. Você é uma filha exemplar e trouxe um encanto a nossas vidas com seu trabalho, sua dedicação e carinho a profissão que abraçou.

Termino aqui parodiando as palavras de uma canção que você bem sabe qual é:

Paula menina
Paula criança
Paula modelo de esperança

Paula surpresa
Paula chamego
Paula meu sonho de brinquedo (mas bem real!!!)

Fada madrinha
Você é esse mundo de ilusão
Você é luz e liberdade
Um vôo para o infinito
Cada dia com você é mais bonito!

E nesse mundo de mistérios
Teu olhar não tem segredos
Nos mostrando sua vida sem ter medo.

Que você continue assim e alce novos vôos, mostrando histórias que são um exemplo,  pra gente ser feliz …

Te amo!







sábado, 26 de dezembro de 2015

26 de dezembro de 2015


Sinceramente essa data me parece aquelas datas futurescas que davam até um pouco de medo, na época da minha adolescência, pois a gente
nem imaginava como seria! Estaríamos vivos ainda? estaríamos voando de galáxia em galáxia? talvez Marte já tivesse por aí com seus marcianos e marcianitas como aquela música gostosa do Sérgio Murillo que eu tocava no piano lá em Valadares nos idos anos sessenta.... Marcianita  não chegou ainda... Marte continua na expectativa embora mais palpável, como uma esperança de um lugar que talvez possamos nos evadir dessa terra que ameaçadoramente parece sucumbir com tanta mudança climática e indícios de que algo muito estranho esteja paraacontecer!

Não posso reclamar da minha vida pessoal, da vida familiar....temos ido relativamente bem!

Minha mãe aos 92 anos, cabecinha boa, dando conta de ir para os States pro casamento da primeira neta, família ainda toda inteira sem grandes percalços de saúde!

Eu ainda trabalhando, produzindo e curtindo a vida.

E a filha escritora que vai indo na crista da onda do sucesso literário, agora navegando por "mares nunca dantes navegados", por terras  latino americanas e brevemente por mais outros países . Europa que a aguarde ....Ainda teremos muitas histórias pra contar!
O filho que é o braço forte, o ombro amigo,  a mão que posso segurar quando  preciso de suporte!

E vamu qui vamu apesar da Zica, da Dilma e dos Chicungunhas desse Brasil onde vivemos.

Pois então....hoje é 26 de dezembro de 2015!!! 
O ano vive seus últimos dias e 2016 está prestes a começar! Eu, sinceramente, tenho ainda esperança de que, quem sabe, possamos  melhorar ....!!!??!!

Vamos ver !!!

Quando voltarei aqui?  Hmmm... Antes eu escrevia mais! Isto é, acho que hoje escrevo mais do que antes. Tenho uma página médica que me permite publicar no blog profissional assuntos de interesse feminino e ainda o canal do youtube para as pacientes poderem encontrar respostas as dúvidas... E lá tenho postado bem! Mas pretendo voltar aqui que é meu lugar descontraído de escrever!

E bom 2016 para nós todos!

Futurismo não vai ser pois já estamos aqui....mas espero que também não seja macabro!

rs...

domingo, 1 de fevereiro de 2015

SAL...PIMENTA...QUEROSENE.......BOTA FOGO!!!!!!

Em pleno 1º.  de fevereiro de 2015!... 

2014 terminou, o ano novo entrou, janeiro terminou e cá estou eu falando sobre esse danado desse tempo que insiste em voar!
Mas pelo menos não vou ater-me a falar do relógio que não para. Com certeza voltarei a esse assunto em outros posts mas hoje quero falar sobre como tudo está piorando. Essa vida que cada vez está mais difícil para nós.

Não estou dizendo em termos financeiros! Estou falando em tempos difíceis para todos nós e principalmente nós brasileiros. 
Como se não bastasse o partido da oposição, cheio de ladrões corruptos ter ganhado as eleições com essa mulherzinha horrorosa sem traquejo à frente do país, causando náuseas e desconfortos gerais à população(bem feito  pra você que votou nela seu idiota!!!!acreditou nas promessas??? agora aguenta também!) e vergonha global, agora estamos tendo dificuldades básicas!!!
Falta d'água!!! OMG, nunca pensei que MAD MAX fosse acontecer mesmo! Bom, ainda não chegamos lá mas estamos caminhando para! E não é só falta d'água porque existem problemas administrativos não. O problema é da mãe natureza que se cansou com os maus tratos ao planeta Terra e está respondendo devidamente! 

Isso me lembra aquelas musiquinhas de carnaval da minha infância: "Rio de Janeiro, cidade que não seduz, de dia falta água, de noite falta luz!!!" e "Lata d'água na cabeça, lá vai Maria, lá vai Mariiiiiia!....." Gente, não é só Rio de Janeiro não, é o Brasil todo principalmente a região mais evoluída do País, a minha, a sua, a nossa região sudeste! E quem dera que houvesse onde encher as latas d'água como a Maria da música fazia e subia o morro sem cansar.....não, é o cáos! Não chove como devia, a água natural acabando, represas secando, falta água nas cantareiras e três marias da vida e nós aqui oh....economizando água sob o risco de pagarmos caro! Pagarmos caro não somente com dinheiro....vamos pagar mais caro sim! quem não diminuir 30% nos gastos vai pagar mais caro com papel moeda, mas vamos pagar caro porque vamos ficar sem.....já pensou o que é isso?  E depois vai faltar luz porque como gerar energia sem água? 

Outros países desenvolvidos tem outras maneiras pois reciclam a água, reaproveitam, mas nós aqui, subdesenvolvidos, longe de podermos gozar dessas modernidades, pois o governo pegou todo o dinheiro que deveria ser investido na educação e melhorias do país e enfiou nas cuecas, quem dera que as operações lava-jatos pudessem fornecer água para nós....ia ser uma maravilha...água não iria faltar!

E é por isso também que eu lembrei daquele brinquedinho de pular corda que a gente fazia quando era pequena( verdadeiramente eu era feliz e não sabia!) sal, pimenta, querosene, bota fogo! e tinha que pular corda o mais depressa que se pudesse pra não embaraçar e cair! Tá cada vez ficando pior mesmo! E vamos nessa, equilibrando pra não cair.



Só espero não estar escrevendo nada pior que isso daqui a um ano.....ou menos!

sábado, 29 de novembro de 2014

Esquecimentos e...esquecimentos!


Ultimamente tenho tido vários episódios de esquecimentos. Muitas vezes esqueço de coisas como deixar o celular lá em baixo e subir para o quarto, deitar para dormir e lembrar que me esqueci de tomar o remédio da noite e ter que levantar, chegar no consultório e ver que esqueci minha bolsa com coisas importantes que eu usaria naquele dia, fazer uma lista de mercearia e esquecer de pegar a lista antes de ir, e por aí vai...coisas corriqueiras do dia a dia, sem muita importância, mas que incomodam tremendamente !

Fiquei apreensiva se esses esquecimentos não poderiam ser o inicio de um processo sério, de alguma doença e procurei fazer exames.....felizmente, nada foi detectado que pudesse confirmar minha preocupação. Fui, no entanto, orientada a fazer um controle regularmente para ver se não há uma progressão e agravamento do quadro...
Acredito que uma doença degenerativa se inicie devagarinho, aos poucos até chegar a um grau sério! Meu médico me orientou a modificar alguns medicamentos que uso para verificar se podem estar afetando minha atenção. Dois meses depois dessas modificações já percebo resultados positivos, e penso que tudo não passa de stress, cabeça cheia de atenções a dar  aos vários setores da vida de uma mulher que já passou dos sessenta, que é médica e dona de casa e que gosta de estar por dentro de todos os assuntos que acontecem na política, na profissão, notícias, tecnologia, internet e afins,  família, etc.

Mas, hoje cedo, ao desejar "feliz sábado" a uma amiga ela me questionou: sábado? e, até que eu tivesse certeza que era realmente esse o dia, tive que me valer de algumas técnicas mentais que me certificassem que ontem foi sexta feira, que hoje a empregada não vinha e que amanhã é domingo. Então me lembrei de um fato interessante que aconteceu comigo quando eu tinha apenas completado 30 anos.

Fomos passar uns dias numa fazenda em Paracatu, nossa família e a família de mais 3 amigos com os filhos que na época estavam com no máximo 3 anos e os mais novos tinham 1 ano ou um  pouco menos.
Passamos aproximadamente uma semana.  Durante o dia, enquanto os homens iam pescar, eu e minhas amigas, esposas, ficávamos por conta de  cuidar das crianças, pegando um "bronze",  tomando sol no quintal da casa do sítio, jogando, ouvindo música, e nos passando momentos muito agradáveis onde rolavam conversas descontraídas e muita amizade.

Quando chegou o dia de vir embora, um dos nossos amigos, me perguntou: "será que você poderia pegar aquele dinheiro que eu te pedi pra guardar?"- Fiquei parada, meio no ar, enquanto minha cabeça fazia uma verdadeira viagem a 7 dias atrás, tentando me lembrar de algo que realmente não tinha ficado registrado nos meus neurônios! Acredito que o que passou em meu rosto, no meu olhar e em algum gesto que eu tenha feito, tenha sido tragicômico pois meu amigo não conseguiu segurar e cau na risada levando todos que assistiam aquele teatro, a fazer o mesmo! logo entendi que tinha passado por uma "pegadinha" mas tive vontade de descontar o mal estar que passei em poucos segundos. Se ele não tivesse sido traído pelo riso e conseguido levar a sério a brincadeira, insistindo que tinha me pedido pra guardar o tal dinheiro, eu talvez teria até certeza de ter guardado em algum lugar e não me lembrar...

Então eu penso aqui agora, diante dos meus esquecimentos frequentes, que naquela época eu era bem nova e que minha atenção se dividia também entre as obrigações com casa, trabalho, filhos pequenos, marido,  e que eu muitas vezes não focava minha atenção naquilo que estava fazendo no momento. Fazia muita coisa "de cór".

Hoje me lembro de fatos como esse com um sorriso e certamente daqui a mais alguns anos rirei dessa minha preocupação que um provável Alzheimer possa vir me acometer!




segunda-feira, 14 de julho de 2014

...e a copa não foi nossa...

Depois do meu ultimo post o clima verde amarelo contaminou: o primeiro jogo e os seguintes trouxeram de volta um pouco daquela empolgação das outras copas e, apesar de não ser a mesma coisa, a gente acaba entrando no clima.

E terminaram os jogos dos grupos e o Brasil foi para as oitavas de final. Classificado para as quartas de final e para as semifinais.
Um acidente de percurso grave nos deixou de 4 literalmente, para nao dizer de 7!!!!! Nosso atual ídolo maior do futebol, Neymar, que faz loucuras em campo e dificilmente uma bola que caia em seus pés nao marca gol, foi agredido em campo e sentindo dores fortes, não pode continuar o jogo com a Colômbia.

                             


Teve que ser removido e levado rapidamente para cuidados médicos. Fratura na coluna diagnosticada e confirmada por exames especializados. Sentença final: Neymar afastado dos jogos finais!
Ficamos órfãos do nosso ídolo e entregues ao outros jogadores da seleção.

E entramos nas semifinais. No primeiro jogo que foi com a Alemanha, o maior desastre futebolístico de todos os tempos aconteceu: 7 X 1 para os alemães, sendo que os primeiros 5 gols aconteceram antes de 15 minutos do primeiro tempo!!!!

Óh céus, óh dia, óh tristeza, o que está acontecendo? óh azar!!!!


video


Crash!!! Boom!!! ficamos reduzidos a nada!!! subnitrato de pó daquilo....

                                                          


 Não estamos devidamente preparados no futebol, nosso esporte maior! Estamos abandonados nas mãos dos corruptos por todos os lados que nos roubaram até a chance de ganhar nosso tão sonhado HEXA!!!! Perdidamente perdidos!!!

Isso me lembra aquela propaganda do buldogue do Bradesco: cadê minha casinha???, cadê meu ossinho???, cadê todo mundo??? Cadê nosso time campeão?  Que vergonha sentimos....foi triste....


video

Só que ao contrário do buldogue não encontramos nosso lugar. Nosso primeiro lugar não foi nosso. Perdemos também o 3o. lugar pra Holanda . Perderíamos para qualquer um dos 4 que ficaram para as semifinais, totalmente despreparados, como se estívéssemos de mãos e pés quebrados....

E ontem foi a final entre Alemanha e Argentina! Ganhou a Alemanha, bem merecidamente, mas poderia ter sido os "hermanos" . Sentia-se que estavam ambos bem preparados e um era páreo duro para o outro.

E nós?...agora é esperar mais quatro anos....será que nos deixarão ganhar? Boatos em torno de tudo que aconteceu golpeiam nossas cabeças. Dizem tanta coisa! Será verdade que o técnico foi pago? Será mentira a lesão na coluna do Neymar? 

Enfim.....melhor nem pensar! Isso é apenas um "atenuante"....já ouvi isso em outras eras!a baixa estima até que passou, a raiva e a lembrança de que já estávamos revoltados desde o início volta e já aparecem sinais de manifestações por alguns lados! 

E a vida continua e bom que essa copa acabou pois já perdemos muito tempo e dinheiro com essa história toda.